Saiba um Pouco Mais Sobre a Crise do Açúcar no Brasil

Todo o processo de produção e de exportação do açúcar para o mercado europeu acabou sendo a principal atividade econômica brasileira realizada no século XVI e também no começo do século XVII. A partir disto todos os engenhos de açúcar, que eram instalados principalmente no Nordeste, acabavam fabricando este tipo de produto que gerava uma grande riqueza, esta riqueza vinha tanto para os senhores de engenho, como também para a coroa portuguesa que recebia os valores de altos impostos.

As principais causas da crise açucareira.

Entre os anos de 1580 a 1640 houve a chamada União Ibérica, esta que acabou estabelecendo todo o domínio da Espanha sobre Portugal e as suas colônias. Este é um fato que faz com que todos os espanhóis acabassem tirando os holandeses desta prática lucrativa do açúcar no Brasil. Acabou então havendo a expulsão dos mesmos do nordeste brasileiro, e então os holandeses começaram a produzir o açúcar nas suas colônias das Antilhas.

Uma particularidade é que os holandeses conheciam corretamente todo o processo de fabricação do açúcar, e ainda tinham o devido controle de distribuir e comercializar o produto. Em seguida seria possível conquistar grandes mercados consumidores rapidamente, o que fez com que o açúcar que era produzido no Brasil ficasse em segundo plano no mercado internacional. O processo de concorrência holandesa foi uma das maiores causas das crises do açúcar brasileiro durante o período da colônia, pois eles conseguiam produzir um açúcar mais barato e de maior qualidade do que o açúcar brasileiro.

Apesar de toda a crise, a produção e exportação do açúcar brasileiro continuaram como as principais atividades econômicas até o apogeu do chamado Ciclo do Ouro que ia até a segunda metade do século XVIII.

A busca de novos recursos na colônia brasileira trouxe diferenciais.

Aos poucos a coroa portuguesa acabou estimulando a produção de vários outros gêneros agrícolas no país, dentre eles o tabaco e o algodão. O rei de Portugal acabou percebendo nestas atividades novas fontes de renda e desenvolvimento da sua principal colônia, e as entradas e bandeira tiveram um papel fundamental na busca por estes mercados de especiarias.

08. abril 2015 por Geografia Legal
Categoria: Brasil, História | Tags: , , , |