O Continente Americano

Localizado no ocidente, fixado entre os oceanos Pacífico e Atlântico. Esse continente ocupa uma área de 42 189 120 km², onde vive cerca de 902 milhões de habitantes, o Continente Americano, é ainda chamado de Américas, uma vez que nele estão centrados 35 países e mais de 18 territórios. O Continente Americano ainda está subdividido em América do Norte, América Central e América do Sul.

 

Geograficamente, é possível encontrar em sua extensão cadeias de montanhas como as Rochosas na América do Norte; a Sierra Madre Ocidental, na América Central; e a Cordilheira dos Andes, na América do Sul. Há também grandes planícies, como as que ocorrem nas bacias hidrográficas do Mississipi, localizada nos Estados Unidos e do Amazonas, no Brasil. O ponto mais elevado de todo continente fica na Argentina, o Aconcágua, com 6.959 metros de altitude.

 

A população americana pode ser classificada por sua diversidade étnica, já que foram vários os povos a ajudar na constituição populacional que hoje habita as Américas, entre eles podem ser destacados os nativos indígenas, os europeus desbravadores, entre os quais se têm os espanhóis, os ingleses, os irlandeses, os italianos, os portugueses, os franceses, os alemães, os holandeses, os negros africanos, os asiáticos, os mestiços e os mulatos.

 

Há uma regionalização linguística muito marcada nas Américas, pois há uma grande parte da população geral que fala línguas que são oriundas do latim – daí a expressão América Latina, que está localizada do centro ao sul. Já a parte da população que fala o idioma derivado do anglo-saxã, está predominantemente fixada na América do Norte.

 

O menor estado soberano que constitui a América é o Canadá, com os seus 9.984.678 quilômetros quadrados. Já o menor estado soberano da América é São Cristóvão e Nevis, com pouco mais de 260 quilômetros quadrados.

 

As temperaturas nas Américas variam muito, uma vez que o continente possui extremidades, indo do extremo sul do planeta ao extremo norte. A maior temperatura já registrada foi 56,6°C, no Vale da Morte, nos Estados Unidos, e a menor, – 61,4°C, nas Ilhas Árticas.

 

O desenvolvimento das Américas segue a mesma linha extrema de suas temperaturas: do mais alto índice de desenvolvimento humano, que pode ser visto nos Estados Unidos, a mais dura pobreza, que é visível nas ruas do Haiti, onde a renda per capita não ultrapassa 706 dólares anuais.

 

Curioso também que em diversos países há alto índice populacional, mais baixo índice de povoamento.

22. abril 2015 por Geografia Legal
Categoria: Continentes, Geografia | Tags: , , , |