Explorando e Entendendo o Meio Ambiente

Publicidade:

O meio ambiente está dividido em cinco categorias diferentes: natural, artificial, cultural, do trabalho e patrimônio genético. O meio natural ou físico está estruturado da seguinte forma: água, solo, ar atmosférico, fauna e flora. O meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida de todos que vivem no planeta. No entanto, há uma diversidade de questões que devem ser discutidas no intuito de melhor e manter o equilíbrio deste espaço geográfico.

 

E muitos são os problemas que estão relacionados ao meio ambiente. Muitos pensam que basta a preservação da fauna e da flora para que haja um verdadeiro equilíbrio. No entanto, a questão não é bem assim. É preciso que todas as diferentes categorias do meio ambiente estejam em relativa harmonização para que tal objetivo seja alcançado. Somente com a ajuda de membros da sociedade e com políticas governamentais que envolvam todos os países, de comum acordo, é possível definir um padrão de procedimentos que incentivem a preservação da natureza, bem como todas as outras questões relacionadas com o meio ambiente.

 

O trabalho desenvolvido por todas estas organizações exige a colaboração de diversos especialistas de áreas de atuação distintas, que vão desde os especialistas em áreas da natureza, da política e do social. S objetivos também são variados e vão desde a realização de pesquisas sobre o meio ambiente até a formulação e aplicação de leis ambientais. Todos destinados aos seus campos específicos.

 

Vale ressaltar que há uma demanda significativa de problemas relacionados ao meio ambiente. Estes estão agrupados em escala de menor e maior significação. O maior problema visto em todas as esferas hoje é a questão da reciclagem de matérias, uma vez que o tempo de deteorização do lixo é algo muito demorado. Outra questão muito preocupante é a retirada de certos elementos do solo, visto que a retirada é muito mais rápida e intensa do que a sua reposição. Há, portanto, um esgotamento, que se manifesta por meio de uma queda na produtividade. São os agricultores, que manuseiam a terra, e que vivem dela, os mais conhecedores deste tipo de problema.

 

Vale ressaltar que os recursos naturais não-renováveis, quando estiverem em seu estado de finitude, não se refazem. Isto exige que a retirada e a exploração dos recursos sejam feitas com relativo cuidado, pois nem sempre há outros que possam ser substitutos. O cuidado também deverá ser estendido aos recursos renováveis, já que a reposição deles no meio ambiente não é tão rápida quanto a sua extração.

Artigos Relacionados:

Os Climas do Brasil
Conheça os Blocos Econômicos Mundiais
Entenda um Pouco Mais Sobre a Bacia Amazônica
Publicidade:

21. abril 2015 por Geografia Legal
Categoria: Geografia, Meio Ambiente | Tags: , , |