A Vida do Homem nas Primeiras Aldeias

Foi durante o chamado período Neolítico – ou Idade da Pedra Polida – que os povoamentos passaram a ser erguidos junto a um rio ou a um lago. Os homens dessa época descobriram que dessa maneira poderiam obter água para regar os campos, além de abastecer a população de criação de animais. O homem do Neolítico modificou profundamente o seu modo de vida. Pode-se dizer que, dos períodos mais antigos, foi o que sofreu maior modificação no estilo de vida aplicado ao grupo – o homem deixou de ser nômade, passou a viver de forma sedentária e em grupo, além de perceber que poderia desenvolver seu grande potencial de habilidades.

 

Isto pode ser visto nos registros deixados sobre as organizações das aldeias do neolítico. Estas eram pequenas, formadas por choupanas circulares ou retangulares de adobe – um tipo de tijolo feito de argila e palha. Além das casas, tais aldeias ainda contavam com estábulos, onde eram colocados os animais e armazenados os grãos produzidos por eles. Os habitantes das aldeias produziam tudo o que necessitavam para viver. Também comercializavam adornos sílex, conchas, e certos minérios. Também comercializavam grãos quando percebiam que a demanda era maior do que a necessidade.

 

Era fato que todos os habitantes das aldeias participavam igualmente de todas as tarefas- desde o preparo do campo para o cultivo, da semeadura, e da colheita. Já no período em que se dava entre uma colheita e outra, eles se alimentavam d que haviam armazenado, também da caça, e da coleta de frutos silvestres.

 

Embora a participação dos aldeões nas tarefas agrícolas fosse igual, alguns conseguiam ainda acumular mais terras que outros, além de gados. Isto levava o aldeão a ter mais poder do que outros,  o que foi largamente gerando desigualdade social entre eles.

 

Com o tempo, assim como pode ser visto em outros processos históricos, o trabalho nas aldeias sofreu certa divisão que não contemplou todos da mesma maneira – enquanto alguns habitantes cultivavam os campos, outros cuidavam do gado, outros fabricavam tecidos, cerâmicas, cestos de vime, e armas.

 

Outra divisão que foi sendo vista de forma arrebatadora, e que teria função essencial para outros momentos da história, foi a hierarquização. O chefe de família que possuísse mais membros e mais terra passava a dirigir a aldeia, além de negociar com os dirigentes das outras terras vizinhas. A diferença de poder e posses irá dar início aos primeiros conflitos por disputa territorial.

 

16. abril 2015 por Geografia Legal
Categoria: História | Tags: , , , , |