A Ação das Geleiras e dos Ventos na Formação dos Relevos

O relevo é dinâmico, não é estático e por conta disso sofre com a ação das geleiras e dos ventos, elementos que possuem uma grande importância na formação de outros elementos naturais do planeta, como o próprio clima. O relevo é uma irregularidade da superfície terrestre, formado a partir dos agentes modeladores que podem atuar no interior do planeta. Tendo como base tal informação, são os ventos e as geleiras agentes modeladores externos, alguns elementos que contribuem para a formação do relevo.

 

As geleiras se constituem de grande massa de gelo que é originada em locais de baixíssima temperatura. Em razão de tal característica, a ocorrência de precipitação de neve é superior ao derretimento do gelo, fator que favorece o acúmulo de gelo em diversas regiões. As geleiras são elementos naturais conhecidos como externos que afetam muito a constituição do relevo. As geleiras provocam o que os geógrafos denominam como erosão glacial, a qual é  provocada pelo derretimento de geleiras localizadas em regiões montanhosas e de elevadas altitudes, que formam cursos d’água que modelam a superfície por onde passam. Congelam ainda o solo e rompem algumas barreiras formadas por geleiras.

 

Já os ventos produzem a chamada erosão eólica. Trata-se de um processo lento e bem gradual, mas que ajuda a esculpir as formações rochosas. Também transportam os sedimentos presentes no solo em forma de poeira.

 

Os ventos vão modificando o relevo em regiões litorâneas e também desérticas. Ambas são áreas de concentração de areia, sendo assim, os ventos que sopram se deslocam de um lugar a outro. Este é um fenômeno que é responsável pela formação de dunas nas áreas desérticas.

 

Contudo, a ação dos ventos não resulta apenas nestas ações e / ou transformações. Os ventos ainda desempenham grande influência em casos mais específicos, como os da poeira que é disposta no ar, ao mesmo tempo em que é lançada em direção às rochas. Então, de maneira gradativa e lenta, o relevo vai sendo modelado, dando origem a esculturas naturais intrigantes, como os arcos rochosos, nos Estados Unidos, que estão localizados em Utah – no Parque Nacional de Utah.

 

Há ainda um outro tipo de contribuinte para a formação de relevo,  intemperismo, que é um  processo resultante da ação de transformações físicas, químicas e biológicas sobre os solos. Tal processo ainda é chamado de meterorização que também é responsável pela desintegração e decomposição tanto de rochas como do solo.

16. abril 2015 por Geografia Legal
Categoria: Clima, Geografia, Relevo | Tags: , , , , |